4 dicas imprescindíveis para uma boa análise de solo

por Agro de Respeito

0

A análise do solo é uma etapa fundamental do manejo. Ela ajuda o produtor a diagnosticar as condições de fertilidade e a nutrição adequada para o solo da fazenda. A partir do diagnóstico de problemas existentes no solo, o produtor pode evitar despesas desnecessárias com fertilizantes e adubos.

Diego Pelizari, do canal Agro de Respeito, deu algumas dicas para o produtor ter a melhor análise de solo. Confira!

1- Faça análises sempre no mesmo laboratório

Ao realizar as análises sempre no mesmo laboratório, o produtor consegue garantir que o padrão de análise não mude, o que, consequentemente, garante mais confiabilidade aos resultados dos testes. Apesar de, teoricamente, as análises de solo serem feitas da mesma forma em todos os laboratórios, o elemento humano pode gerar variações nos resultados. Por isso, é importante confiar e estabelecer um bom relacionamento com a equipe que faz os testes.

2- Construa um histórico anual de análises

É fundamental realizar as análises com certa periodicidade. O intervalo indicado entre um teste e outro é de um ano, quando a colheita está finalizada e o resultado fica pronto para ajudar na próxima safra.

Além de auxiliar a fazer uma recomendação correta de adubação, o histórico de análise dos solos vai te ajudar a ter uma ideia se o solo de cada área tem tendência para aumentar ou diminuir a fertilidade ao longo do tempo. Assim, você avalia se a prática de manejo adotada está sendo efetiva a longo prazo.

3- Faça reanálise de resultados

Não é comum haver discrepâncias entre uma análise e outra. Portanto, se o resultado de uma análise apresentar muitas diferenças em relação à análise do ano anterior sem motivos aparentes, o produtor deve solicitar uma reanálise. Normalmente, os laboratórios não cobram por esse serviço, o que é um ponto positivo, principalmente se o produtor mantém bom relacionamento com a equipe que realiza os testes.

Para evitar que reanálises sejam necessárias, é imprescindível que a amostragem de solo enviada ao laboratório seja colhida com bastante rigor e estejam dentro dos critérios de qualidade e quantidade necessária.  

4- Interprete pelo boletim de sua região

Em cada estado do Brasil, existe um boletim específico que estabelece os parâmetros do solo e, dentro desses estados, existe um boletim para cada região. Este boletim define parâmetros técnicos de calibração de extratores e de medição, levando em consideração o tipo de solo e os problemas mais típicos de cada região. Portanto, ao receber os resultados de uma análise, o produtor deve saber exatamente qual é o boletim de sua região para que a interpretação seja feita de forma correta.

Gostou? Veja todas essas dicas e muitos outros conteúdos do universo do agro no canal Agro de Respeito!

Assine a Revista Strider gratuitamente. Clique aqui e acesse a 6ª edição da publicação.

Leia mais notícias e novidades no Blog Por Dentro do Agro. Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn.

A melhor plataforma de estudos online para a gestão agrícola.Powered by Rock Convert

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.