Feedback no agro: uma nova ferramenta de gestão

0

O feedback há muito tempo é usado dentro do ambiente corporativo, com a finalidade de compreender se a mensagem foi de fato passada ou entendida. Isso porque cada pessoa tem uma certa reação ou atitude em determinadas situações. O feedback vem para suprir o desafio de entender o que está sendo solicitado e qual o resultado final pretendido. A comunicação existe para que possamos transmitir com clareza uma mensagem, e no campo isso não é diferente.

As fazendas – assim como qualquer empresa, precisa saber se comunicar, e o feedback entra como uma ferramenta para garantir que a informação chegue de forma clara e correta. Além disso, esta prática também auxilia no direcionamento de metas pré-estabelecidas, pois quando temos uma equipe focada em um objetivo em comum, a chance de atingi-lo em menor tempo é muito maior.

Carolina Machado Marini, Consultora formada em Engenharia Agrônoma, com MBA em Gestão de Pessoas e Liderança, explicou em entrevista ao Blog da Strider como implantar esta técnica no campo, e como o Feedback ajuda tanto na produtividade da lavoura, como na gestão de pessoas.

1. Como é realizado o feedback no campo hoje em dia?

Em boa parte dos negócios agrícolas, o feedback é falho e isso se explica pela falta de costume de fazê-lo, e de como fazê-lo. O cenário que nos encontramos envolve uma complexa rede integrada de tecnologias, onde todos estão conectados, mas ao mesmo tempo não.

Um exemplo muito comum no cotidiano de uma companhia agrícola: o gestor (emissor da mensagem) pede para um funcionário fazer determinada tarefa, e para ele está claro que deve ser realizada imediatamente. O funcionário (receptor) recebe a mensagem e confirma que irá fazer, mas quando o gestor vai conferir, percebe que ele realizando outra demanda e o que foi pedido ainda não foi realizado. Como resultado, o gestor fica insatisfeito e o funcionário sem entender, já que para ele o que foi solicitado era uma tarefa a mais, e não uma prioridade. E o que deve ser levado em conta numa situação assim? Questionamentos devem ser respondidos. Como onde erramos? Por que erramos? 

Nesse caso, para evitar situações como essa, o gestor após emitir a mensagem deveria ter pedido um feedback por parte do funcionário, que provavelmente teria deixado claro o que entendeu, fechando um ciclo de boa comunicação e mensagem efetiva. Conquistar o resultado esperado depende de como as pessoas recebem essas informações o que foi demandado.

2. Como colocar em prática esta iniciativa?

Perguntando ao receptor da mensagem se ele compreendeu e pedindo para que ele sintetize o que foi conversado, dessa forma o emissor terá consciência se a mensagem foi de fato passada. Caso não, ele deve explicar novamente, de forma mais clara e pedir novamente um feedback, uma síntese do que ele o receptor entendeu. Esse ciclo parece um tanto demorado, mas não é para o resultado que ele trará no final e na economia de tempo e até mesmo dinheiro que isso acarretará. A comunicação é muito importante e faz diferença nos resultados, por mais que seja difícil mensurar diretamente, mas uma comunicação mais clara exigirá treinamento e auto cobrança, pois só assim isso deixará de ser uma obrigação e passará a fazer parte do dia-a-dia do gestor e de sua equipe.

3. Quem é (ou deve ser) o responsável por esta iniciativa?

Acredito que possa partir dos gestores, mas nada impede que os próprios funcionários tragam essa sugestão. Isso porque os dois farão os papéis de emissores e receptores das mensagens, portanto, a iniciativa pode vir de qualquer pessoa que veja os benefícios da boa comunicação. O feedback pode tomar mais tempo, mas vai economizar e evitar que tarefas deixem de ser executadas, e principalmente que os resultados não sejam concretizados.

4. Quais iniciativas podem ser tomadas para abranger toda a equipe no feeedback?

Sem dúvida reuniões diárias, que são mais curtas e para alinhamento das atividades do dia. Temos também as semanais, para alinhar os objetivos, e as de fechamento de safra, trazendo os resultados. Estas são algumas das iniciativas que podem ser implementadas, mas cada empresa vai descobrir com o tempo as necessidades do feedback, que pode ir alterando conforme as necessidades. Envolver a todos nesse processo de feedback proporciona, inclusive, a facilidade para encontrar talentos dentro da organização, realocar funções e engajar equipes.

5. Qual é a importância, por parte dos gestores, de abrir o diálogo para toda a equipe?

A oportunidade de ouvir todos é muito importante para encontrar soluções para problemas complexos ou não. Ao fazer isso, responsabilidades são distribuídas e a equipe fica mais engajada para atingir os resultados esperados, agora em conjunto, além de contribuir com ideias e melhoramento nos processos do negócio. Se adaptar com facilidade, ouvir mais e falar menos são características de um bom gestor, além de trazer à tona a importância do trabalho de cada profissional.

6. Cite três pontos positivos que podem ser conquistados com a realização do feedback.

Dentro de tudo que exploramos, podemos deixar três pontos positivos de se colocar em prática o feedback e fazer uso dele:

1-Reduzir falhas de comunicação: evitar desentendimentos, priorizar tarefas mais importantes, alinhar o momento atual do negócio e os resultados esperados;

2- Descobrir novas soluções para os problemas: ouvir os demais colaboradores aumenta o engajamento da equipe e as soluções para problemas complexos podem vir de quem lida na prática com isso;

3-  Distribuir responsabilidades: ao deixar claro os fatos, o que ocorre dentro da empresa, organização, é possível distribuir responsabilidades e desenvolver em cada colaborador o sentimento de dono, para que ele veja o valor do seu esforço e no que isso implicará no resultado final.

7. Qual é a importância, por parte dos gestores, de abrir o diálogo para toda a equipe?

A oportunidade de ouvir todos é muito importante para encontrar soluções para problemas complexos ou não. Ao fazer isso, responsabilidades são distribuídas e a equipe fica mais engajada para atingir os resultados esperados, agora em conjunto, além de contribuir com ideias e melhoramento nos processos do negócio. Se adaptar com facilidade, ouvir mais e falar menos são características de um bom gestor, além de trazer à tona a importância do trabalho de cada profissional.


Assine a Revista Strider gratuitamente. Leia mais notícias e novidades no Blog Por Dentro do Agro.

Acompanhe-nos no FacebookInstagramLinkedin.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.