Missão Mulheres do Agro pelo mundo

0

Provavelmente, quando você ler esse texto, e já estarei nos Estados Unidos. Mas errou quem pensa que meu destino será Nova York, Los Angeles ou Miami. A pegada da minha viagem é outra. Vou em busca do campo, do meio rural. Em minha rota, tenho cidades como Champaign, Springfield, Peoria, Bloomington, Mattoon e Sullivan em Illinois e DesMoines, Ames, Iowa City e Danville em Iowa.

Mas o que isso tudo tem a ver com o tema “Qual a sua missão?” Na verdade, o tema tem tudo a ver comigo, e com um projeto pioneiro idealizado por mim lá no início dos anos 2000 e que coordeno até aos dias de hoje: Missão Mulheres do Agro. Daquele tempo aos dias atuais, quando me preparo para dar início a nona edição do Missão Mulheres do Agro aos EUA, sinto o mesmo frio na barriga. Um projeto que objetiva capacitar profissionais através de viagens técnicas a roteiros agro. A cada ano a responsabilidade de colocar em pé essa Missão é crescente. Desde a programação da agenda técnica e atividades culturais, a escolha do tema da Missão, o preparo é cirúrgico e demanda horas de dedicação.

Em cada missão, não apenas o cuidado de escolher cidades, roteiros, propriedades rurais ou industriais para visitar, mas a percepção de como fazer isso acontecer de forma que o grupo tenha condições de absorver ao máximo o potencial que a Missão pode oferecer.

Profissionais em viagem do Mulheres do Agro.

Cada ano é diferente. Afinal, as safras não são as mesmas e nem as conjunturas mundiais. Dessa forma, durante 10 dias, cada participante de dentro e fora da porteira, vivencia 100% o agro norte americano e é motivada a trocar experiências e vivencias pessoais e profissionais.

Esse ano, o tema da Missão, que acontecerá entre os dias 13 a 23 de setembro, não poderia ser outro por ter sido o assunto mais demandado nas palestras que faço pela Labhoro. A Guerra Comercial entre Estados Unidos e China. Nas palestras, direciono a apresentação para mostrar quais foram as consequências ao Agro do Brasil, e nessa missão vamos presenciar quais os efeitos ao agro dos Estados Unidos.

Além de alguns questionamentos, certamente vamos presenciar testemunhos de famílias que plantaram suas safras debaixo de muitas chuvas e dúvidas. Com o atraso do plantio do milho e da soja, nossa missão excepcionalmente acontecerá em setembro, quase no final da fase de maturação das safras e nessa pré-colheita, nosso grupo sentirá os ânimos dos produtores sobre geadas precoces e sobre chuvas durante a janela de colheita. 

Vamos conhecer algumas tecnologias no segmento de sementes e de químicos, nos atualizar com as percepções de analistas renomados sobre os preços das commodities agrícolas, visitar uma processadora de soja e também a Bolsa de Chicago – CBOT.

Missão 2019: visita a empresa BRANDT, em Bloomington

Aliás, a visita da Bolsa é tradicional. Não existe Missão que não finalize nela. Reduto que reúne operadores, pensadores, investidores, especuladores, afinal o Agro mundial se rende a orquestra dos mais diferentes negócios realizados naquele local. Aquele local continua sendo o templo de hedge de produtores, tradings, comerciais, indústrias e palco de especulações ligadas ao agro.

Várias profissionais do agro estão comigo em mais uma missão, e você pode nos acompanhar pelas redes sociais do Grupo Labhoro e das Mulheres do Agronegócio Brasil. Nós nos vemos em outubro quando voltarei aqui para falar sobre Legado. Até lá!


Assine a Revista Strider gratuitamente. Leia mais notícias e novidades no Blog Por Dentro do Agro.

Acompanhe-nos no FacebookInstagramLinkedin.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.