O destaque da mulher no agro em 2019

1

Estou na estrada do agro há 23 anos e trabalho a bandeira da valorização da mulher no agro desde o início dos anos 2000, mas confesso que nunca vi um ano como esse. Não há pessoa que eu converse que não compartilhe da mesma sensação que tive sobre 2019: foi um ano rápido, mas que foi intenso em um nível impressionante. 

Ainda não tinha parado para fazer o encerramento do meu ano quando a Strider me propôs a escrever sobre a Retrospectiva de 2019 para o movimento “Mulheres do Agro”. Após isso, passei a listar os principais eventos do agro, e eis que percebo que minha vida pessoal e profissional cruzaram limites que eu jamais imaginei.

Importantes feiras agropecuárias no Brasil implementaram ou reforçaram atividades voltadas para o público da Mulher do Agro, e eu estive em muitas delas. Várias empresas – que até então estavam adormecidas para a importância da valorização da profissional do agro – despertaram e se abriram a tendência, já iniciada por outras.

Ouso afirmar que nunca houve tantos encontros promovidos por empresas de agroquímicos, de maquinário, tecnologia, indústria, revendas, cooperativas, núcleos, sindicatos, entre outros. E aí visualizo em quantos desses tive a oportunidade de participar, seja como convidada, palestrante ou painelista.

Passamos com sucesso pela quarta edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agro, onde estive no palco principal, cujo sonho eu acalentava desde a primeira edição em 2016. Nesse evento vi amigas sendo reconhecidas e premiadas, além de interagir com muitas mulheres do agronegócio que admiro.

Andrea Cordeiro no Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio. (Reprodução Instagram)

O ano de 2019 foi o que coloquei em prática novas ações e lutei pelos meus sonhos e ideais. Foi duro, complicado, exaustivo e me custou muito.., mas eu não desisti. E consegui. Realizei três dos grandes sonhos da minha vida: escrever um livro, projeto pioneiro e que foi realizado com a participação de 3 amigas. Nele, o tema não poderia ser outro: a Mulher do Agro. O segundo foi gravar um programa de TV que foi ao ar no final de dezembro e abordou temas importantes como liderança da mulher do agro e os desafios do agro 4.0.  E o terceiro foi estar no palco do SUMMIT Agro de 2019, falando sobre temas como a importância da comunicação no agro, sustentabilidade, entre outros.

Certamente, assim como muitas de vocês, tive momentos difíceis. Dias de tristeza, decepção, perdas e vontade de desistir. Dias que dei a cara a tapa e apanhei. Importante também falar desses dias, pois são eles que nos moldam melhores. Foram eles que me fizeram entender que precisava mudar, realinhar o rumo do meu trabalho. E foi assim que, em 2019, tomei uma das grandes decisões da minha vida. Depois de 23 anos em uma mesma empresa a qual sou grata pelos ensinamentos, decidi que precisava trilhar outro caminho.  E assim fiz. Finalizei um ciclo e me dispus a viver 2020 caminhando em outras direções.

Assim é a vida, e assim é o agro. Existe um ciclo para tudo.

E aqui termino dizendo que precisamos estar atentas. Que não é vergonha reavaliar posicionamentos e que podemos com os mesmos valores fazer coisas diferentes.

Desejo a cada uma disciplina, curiosidade e ousadia nas doses certas, para que tenham a consciência da importância de seus papéis. Que cada uma assuma seu protagonismo e ajude a construir um agro cada vez mais eficiente, produtivo e sustentável e, com isso, ajudem a construir um Brasil melhor.  Desejo um 2020 igualmente intenso a cada uma de vocês e não esqueça: seja a diferença que quer ver no mundo. 

Juntas somamos e transformamos.


Assine a Revista Strider gratuitamente. Leia mais notícias e novidades no Blog Por Dentro do Agro.

Acompanhe-nos no FacebookInstagramLinkedin.

você pode gostar também

1 comentário

  1. Lucia Roney Diz

    Parabens, Andrea. Voce tem minha admiracao. Fight for what you believe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.