Strider faz sua primeira operação na África

0

Certo dia, o consultor de Tecnologia da empresa austríaca Meri Pobo Agropecuária veio visitar o Brasil. Em sua visita, Felix Valetin conheceu o Grupo Tsuge, cliente Strider e grande produtor de macadâmia e abacate.

Felix se encantou com a tecnologia de monitoramento fitossanitário utilizada pelo Grupo Tsuge, uma vez que por lá também são cultivadas as mesmas culturas que as de sua fazenda Macs In Moz, em Moçambique. O consultor estava decidido a levar o Strider PROTECTOR para Moçambique, mas precisaria treinar seus funcionários para utilização do software.

Ainda em MG, nas fazendas do Grupo Tsuge, Felix conheceu Roberval de Souza. O Técnico Agrícola acabara de se formar em agronomia e já havia sido treinado pela equipe Strider para utilização do sistema de monitoramento de pragas. Não deu outra: a parceria entre Strider e Meri Pobo ficou ainda mais forte! Roberval foi morar na cidade de Chimoio e trabalhar para Macs In Moz.

Agora, meses após a implantação do sistema PROTECTOR na fazenda Macs In Moz, os benefícios são visíveis “Todos por aqui estão muito satisfeitos. O principal problema em Chimoio é a falta de mão de obra qualificada, e com sistema da Strider o gerente tem muito mais facilidade e segurança para tomar a decisão final”, afirma Roberval. O agrônomo explica que com maior volume de informações geradas, será possível controlar gastos com defensivos e ensinar à equipe sobre as principais pragas da lavoura. “Todo mundo aprendeu muito rápido, é muito simples, com Strider não tem erro”, completa.

Leia também: Agricultura Digital Auxilia Na Tomada De Decisões No Campo. Acompanhe nossas redes sociais em FacebookInstagramLinkedIn e Youtube.

 

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.